Central de Atendimento (47) 2104-2121

PERGUNTAS FREQUENTES

O que significam as unidades kWP e kWh?

kWp: potência de pico. Expressa a potência de um determinado equipamento em condições ideais.
kWh: expressa potência gerada ou consumida durante uma hora. Ex: se o meu sistema fotovoltaico produzir 1,5 kW de potência média durante uma hora, ele terá produzido 1,5 kWh.

O que são micro e mini usinas fotovoltaicas?

As micro-usinas são aquelas com potência de até 75kWp (potência pico), e as mini-usinas, maiores que 75kWp até 5.000kWp.

Qual a diferença entre painéis fotovoltaicos e sistema de aquecimento de água?

Painéis fotovoltaicos convertem a luz solar em energia elétrica. Coletores solares utilizam o calor proveniente do sol para o aquecimento de água.

Consigo zerar minha conta de energia elétrica?

Devido à existência da taxa de mínima, a conta de energia não zera.

Existe algum perigo em instalar energia solar na minha casa?

Não existe, pois o sistema utiliza materiais e equipamentos elétricos certificados e específicos para esta finalidade.

Posso ligar qualquer equipamento com a energia solar?

Sim, é só se certificar que o seu equipamento tenha as mesmas características de tensão e frequência da rede de distribuição e da saída do inversor, por exemplo 220V e 60Hz.

O que é taxa de Disponibilidade?

Esta taxa é cobrada sempre que há uma unidade conectada à rede de distribuição de energia elétrica, mesmo que a mesma não registre consumo. Ela corresponde a 30kWh/mês para conexões monofásicas, a 50kWh/mês para conexões bifásicas e a 100kWh/mês para conexões trifásicas. Ao projetarmos seu sistema fotovoltaico, descontamos o consumo referente a esta taxa. Por exemplo: se sua conexão é trifásica e consumo de 600kWh/mês, o seu sistema será dimensionamento para produzir apenas 500kwh, sendo que o saldo de 100kWh serão fornecidos pela rede elétrica.

Os painéis solares suportam chuva de granizo e/ou ventos fortes?

Sim, os painéis são constituídos de vidro de alta resistência contra impactos físicos. É necessário avaliar as condições climáticas e o local da instalação e com isto projetar os elementos de suporte/fixação de acordo com as cargas de vento da localidade.

Terei que fazer alterações na minha instalação elétrica existente?

As alterações são mínimas, com a possibilidade de troca do medidor de energia e de adequações no quadro de distribuição geral

Como é feita a manutenção do sistema solar? É cara?

É aconselhável uma limpeza simples nas placas a cada dois anos e uma revisão nos componentes e equipamentos do sistema a cada cinco anos. Se não houver substituição, a manuntenção é de baixo custo.

Eu posso levar o sistema quando eu mudar de residência?

O sistema é modular e pode ser aplicado em outra edificação desde queo tipo, estrutura do telhado, características da rede de distribuição e de consumo sejam idênticas as da residência de origem do sistema. Caso contrário, adequações deverão ser feitas, além de uma nova aprovação do projeto junto à concessionária de energia.

Quais são os requisitos para que meu gerador fotovoltaico possa ser conectado a rede?

Os requisitos são estabelecidos pela normativas da ANEEL e distribuidoras de energia elétrica e é necessário que haja um responsável técnico, vinculado no CREA, para elaborar o projeto, solicitar o acesso, executar a instalação e realizar o pedido de vistoria. Os principais requisitos que devem ser observados são referente a proteção, qualidade de energia e certificação dos equipamentos junto ao INMETRO ou laboratórios credenciados.

Quais profissionais podem desenvolver projetos e instalar sistemas fotovoltaicos?

Engenheiros e eletrotécnicos, são os profissionais habilitados e com atribuição técnica para emitir e assinar a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) e realizar todo o trâmite de solicitação junto as distribuidoras.

É muito burocrático realizar a solicitação de acesso junto as distribuidoras?

A Prisma irá providenciar tudo para você. Projeto dentro da normas e equipamentos homologados são as nossas principais características que influenciam e encurtam o prazo da liberação e aprovação do acesso junto a distribuidora.

O que acontece caso eu produza menos ou mais energia do que consumo?

Sendo seu consumo superior a sua geração, a complementação será feitaautomaticamente pela rede de distribuição de energia elétrica. Sendo sua geração superior ao consumo, você acumulará créditos que serão válidos para os próximos 60 meses ou você pode destinar este excedente a outra unidade consumidora, desde que esteja dentro da mesma área de concessão da distribuidora e sob o mesmo CPF ou CNPJ da unidade consumidora que gerou a energia.

O que acontece com o sistema depois dos 25 anos de vida útil?

O tempo de 25 anos é considerado pelos fabricantes como sendo o tempo mínimo de vida útil da performance do sistema. Durante este período a degradação é de certa forma constante, aproximadamente 0,7% a 0,8% ao ano, após este período a degradação aumenta mas nada que impossibilite seu funcionamento. No mundo existem sistemas fotovoltaicos com idades de 50 anos bem manutenidos e em pleno funcionamento.

Como faço para acompanhar o desempenho de geração do meu sistema?

A maioria dos inversores já disponibilizam tecnologia webconnect e Wi-Fi que através de um simples acesso via computador, smartphone e tablet, vocêmonitora o sistema em tempo real e também consegue emitir relatórios periódicos. Este acompanhamento é ideal para confrontar a estimativa de geração prevista em projeto com a realidade e também com aquilo que é faturado mensalmente pela distribuidora.

Se houver racionamento de energia,terei vantagens com o sistema fotovoltaico?

Em épocas de racionamento ou crise energética o consumo deve ser moderado e historicamente em 2001 já houve até cobranças de multas para quem ultrapassasse certo limite de consumo. O cliente com sistema fotovoltaico instalado estará gerando sua própria energia, ficará livre de metas de consumo e o excedente gerado e não consumido irá reforçar a rede de distribuição elétrica de sua localidade.

Qual o cenário de aumento da tarifa elétrica das concessionárias para os próximos anos?

Como aprincipal fonte brasileira de geração de energia elétrica é hídrica, ficamos todos vulneráveis em períodos de grandes secas. Recentemente e constantemente os reservatórios das usinas hidrelétricas preocupam com seus níveis muito baixos e este problema associadoao auto consumo e influência da alta do dólar, forçará o governo a continuar repassando os custos e aplicando reajustes nas tarifas de energia elétrica.

Qual a diferença de um painel monocristalino para um policristalino ?

São as duas tecnologias mais utilizadas. Osmódulosmonocristalinos, em comparação aos módulos policristalinos,possuem preço mais elevado devido ao custo mais alto de fabricação, já sua eficiência é maior resultando assim em uma redução de tamanho do módulo, ou seja, um módulo de 255W de células monocristalinas são menores do que um módulo de mesma potência utilizando a tecnologia policristalina, ou seja, a potência de ambos os módulos são iguais o que diferencia é o tamanho.

Por que as células solares normalmente são azuis?

Em uma das últimas etapas de fabricação da célula é aplicado uma camada antireflexiva de nitrato de silício que torna a cor natural cinza em um tom azulado.

Quanto pesa o conjunto módulo fotovoltaico e suportes de fixação sobre o meu telhado?

Um dos fatores que devem ser considerados na visita técnica é o tipo e qualidade da estrutura do telhado que devem ser suficientes para suportar aproximadamente 13 a 18Kg/m².

A temperatura ambiente interfere na produção de energia do sistema fotovoltaico?

Como em todo sistema elétrico e eletrônico todo o aumento de temperatura é prejudicial e o desempenho do sistema fotovoltaico sofre uma redução de potência.

A inclinação do telhado ou das placas fotovoltaicas são importantes na instalação de um sistema fotovoltaico?

Sim é importante avaliar essas duas variáveis, quanto mais perto dos valores ideias melhor será a performance do sistema. Mas, nada impede ou inviabilizada a instalação do sistema fotovoltaico em telhados com inclinações e orientações diferentes das condições ideias. Vale frisar também que existem suportes e estruturas de fixação específicas para minimizar perdas oriundas de inclinação e orientação.

Qual é a melhor orientação e inclinação dos módulos fotovoltaicos?

Sem fazer muito cálculo, No Brasil a orientação ideal é o NORTE e a inclinação a mais próxima possível do ângulo de latitude de sua localidade.

Posso vender o excedente da minha energia produzida?

Não! No Brasil não se aplica esse tipo de comercialização e também você não receberá remuneração referente ao excedente de energia gerada e não consumida. Toda a bonificação que você terá será em unidade de medida de consumo de energia elétrica (kWh) e não em moeda corrente (R$).

Posso instalar energia fotovoltaica em meu apartamento (prédio?)

Sim é possível desde que não interfira nos aspectos arquitetônicos da edificação. Moradores da cobertura tem uma facilidade maior devido a área disponível para instalação dos módulos fotovoltaicos serem de sua propriedade. Demais moradores deverão pedir autorização para o sindico e aprovação em assembleia para usufruírem de área de cobertura, considerada de área comum, para seu próprio uso.

Qual o impacto visual na minha casa?

A Prisma trabalha com fabricantes renomados cujos painéis solares alémde eficientes são elegantes. Toda a fiação não fica aparente e nos preocupamos com detalhes estéticos pois a visual de sua casa é importantíssimo para nós.

É possível desligar minha ligação com a concessionária de energia e ficar independente?

Sim! Utilizando sistemas isolados com armazenamento é possível, nos horários de sol, gerar e armazenar energia elétrica em banco de baterias e nos períodos noturnos ou com baixa radiação solar utilizar desta energia armazenada. O valor de investimento é maior devido ao alto valor das baterias tornando este tipo de sistema viável somente para edificações afastadas, ou seja, aonde não há fornecimento de energia elétrica.

A energia do sol é renovável, mas o silício não pode acabar?

Sendo o silício o segundo elemento químico mais abundante no planeta perdendo apenas para o Oxigênio, é descartado essa hipótese de extinção dessa principal material prima das células fotovoltaicas.

Se a obtenção de energia fotovoltaica depende do sol, há o risco de apagão nos dias nublados?

No Brasil, devido à grande disponibilidade solar e altos índices de radiação, até mesmo em dias nublados e com chuva o sistema receberá radiação suficiente para continuar produzindo energia. Lembramos que esse tipo de sistema se beneficia tanto da radiação direta quanto da radiação difusa.